Palmas-TO, 16 de outubro de 2018

WebMail

Parceria entre a Fapto e a Semarh permitirá que presos do regime aberto atuem como brigadistas no Estado

Atualizado em: 12/06/2018 10h22

Com o objetivo de reforçar as operações de combate ao incêndio, a Secretaria de Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Semarh), por meio de convênio com a Fundação de Apoio Científico e Tecnológico do Tocantins (Fapto) vai contratar ex-presidiários e presos do regime aberto para atuarem na prevenção de combate a incêndio. A contratação de cerca de 50 homens faz parte de um projeto de força-tarefa para o período crítico de secas e queimadas que começa em agosto.

O diretor executivo da Fapto, Léo Araújo, destacou a importância do trabalho de prevenção, controle e combate a incêndios, além da oportunidade de ressocialização de apenados em regime egresso e aberto.

A triagem, seleção e treinamento dos brigadistas serão realizados pela Fapto e entre os critérios para a seleção estará o bom comportamento. A Semarh investirá R$ 750 mil para a admissão dos brigadistas, capacitação, compra de equipamentos de proteção individual e demais despesas necessárias para a formação da brigada.

Fonte: ASCOM FAPTO