Palmas-TO, 02 de fevereiro de 2023

WebMail

Representantes da Fapto participam do 5º Congresso do Confies no Rio de Janeiro

Atualizado em: 17/11/2022 12h19

O Congresso Nacional do Conselho Nacional das Instituições de Ensino e Institutos de Pesquisa (CONFIES), que reúne profissionais das 98 fundações de Apoio de todo o Brasil, conta também com a participação de representantes da equipe de gestão da Fundação de Apoio Científico e Tecnológico do Tocantins (Fapto). O diretor-geral Léo Araújo, o assessor institucional, José Guimarães, o coordenador da área contábil, Eugenilton Brito e o coordenador de Tecnologia da Informação, Oziel Ferreira, estão no Rio de Janeiro, para participar da 5ª edição do evento, que teve início nesta quinta-feira, 17, com o debate sobre as Restrições Orçamentárias para Ciência, Tecnologia e Inovação.

Serão dois dias, 17 e 18 de novembro, de intensos debates sobre mais de 10 temas relacionados ao ambiente da pesquisa científica e tecnológica do qual fazem parte as fundações de apoio das universidades públicas e de institutos federais de ensino e pesquisa.

Para o diretor-geral da Fapto, Léo Araújo, os temas apresentados e debatidos durante o Congresso atualizam as Fundações sobre legislação, gestões inovadoras e os processos de financiamento da pesquisa brasileira. “Na manhã deste primeiro dia, foi possível observar que a pauta principal é a conjuntura política atual, o movimento dos docentes nas universidades federais e os desafios do financiamento da pesquisa nas universidades brasileiras”, apontou o diretor.

O contador e coordenador da Fapto, Eugenilton Brito, assistiu com bastante atenção a palestra que abordou “A Hipertrofia do Controle e a Pesquisa” ministrada pela responsável pelo Observatório do Tribunal de Contas da União (TCU), Mariana Vilella. Na sequência, o profissional também teve a oportunidade de participar da mesa redonda sobre as “Restrições Orçamentárias para C&T”. “Muita coisa nova foi dita aqui, mas é possível ver que as demandas e dificuldades das instituições são as mesmas. Com certeza sairemos mais atualizados e com novas motivações para o trabalho”, avalia o contador.